8 dicas para usar o LinkedIn :: Grupo Valure

Grupo Valure

Associada à Fundação Dom Cabral

Notícias

8 dicas para usar o LinkedIn

Publicação: 09/03/2017 às 17:33 | Autor: Fundação Dom Cabral

O LinkedIn foi ganhando espaço aos poucos, até se tornar uma importante plataforma profissional, que integra candidatos e empresas ao redor do mundo. As facilidades que suas ferramentas de busca trouxeram ao processo de seleção fizeram com que a rede passasse a servir de recurso inclusive para recrutadores! Pode acreditar: de lá para cá, a identificação de candidatos mudou de 8 para 80.

Por tudo isso e muito mais, é simplesmente fundamental construir um perfil adequado nessa plataforma. Assim você aumenta sua visibilidade e fortalece sua imagem como profissional. Mas como usar o LinkedIn de uma forma séria e estratégica? Simples: aplicando os valiosos conceitos do marketing pessoal!

E você, já sabe usar o LinkedIn profissionalmente? Pelo sim ou pelo não, confira agora mesmo algumas dicas de como aproveitar todas as possibilidades dessa rede social para conquistar mais destaque no mercado!

1. Mantenha seu perfil atualizado
Um perfil completo e atualizado é indispensável para qualquer profissional que deseja manter seu nome no mapa. Por isso, não deixe de incluir informações realmente relevantes sobre sua trajetória profissional — de preferência, em ordem cronológica.
Além da formação acadêmica (graduação, pós-graduação, cursos de especialização e de idiomas, entre outros) e da experiência profissional, faça uma apresentação sucinta de suas habilidades e interesses. Em outras palavras: deixe claro ao recrutador por que você é um profissional digno da atenção dele!

2. Tenha bom senso ao escolher a foto
Nem é preciso dizer que, nos dias de hoje, imagem é (quase) tudo, certo? Por isso, a escolha da foto do perfil do LinkedIn é outro aspecto primordial. Diferentes áreas de atuação exigem diferentes graus de formalidade, por exemplo. Independentemente disso, nenhuma delas dispensa maturidade, responsabilidade e uma boa dose de bom senso!
Isso quer dizer que escolher aquelas imagens que você costuma compartilhar no Facebook, no Instagram ou em outras redes sociais pessoais está fora de cogitação. Gosta daquela foto em que está com os amigos na praia? Melhor imprimir e pendurar na geladeira. Fotos com baixa resolução também estão proibidas, porque podem impedir sua identificação.

3. Inclua palavras-chave
Em geral, os recrutadores fazem uso de palavras-chave em suas pesquisas. Por isso, é importante incluir esses termos no seu currículo on-line, principalmente naquele espaço reservado para suas especialidades profissionais. Lembre-se de que esses termos devem estar alinhados com sua área de interesse e com o cargo pretendido!

4. Recomende e seja recomendado
Aos olhos dos recrutadores, as recomendações também costumam colaborar (e muito) para alavancar o processo de seleção. Nesse sentido, comentários positivos vindos de antigos chefes e de ex-colegas de trabalho podem fazer toda a diferença na competição por uma vaga.
Aqui vale ressaltar: a maneira mais eficiente de obter uma boa recomendação é justamente recomendando outros profissionais — desde que sempre com base no mérito, na competência e nos resultados por eles obtidos. Não se esqueça, afinal, de que uma rede social obedece ao espírito da cooperação!

5. Participe de grupos
Cooperação e interação são premissas que caminham lado a lado nas redes sociais. Portanto, não hesite em participar ativamente de grupos do seu interesse, publicando conteúdos, trocando experiências, promovendo discussões e contribuindo com os debates em andamento.
Esse engajamento permite encaminhar mensagens e visitar o perfil dos demais membros, dispensando a obrigatoriedade de uma conexão real. Só um detalhe: como esses grupos geralmente são privados, você precisará da aprovação do administrador, ok?

6. Publique artigos no Pulse
O Pulse é uma plataforma de publicação de artigos que pode ser usada pelos usuários do LinkedIn. Com essa iniciativa, é possível demonstrar conhecimento, expertise e até certas habilidades — como capacidade de expressão, pensamento criativo, raciocínio lógico e poder de argumentação. Então trate de explorar ao máximo o potencial dessa ferramenta!

7. Tenha perfis em outros idiomas
O LinkedIn também abriga perfis em outros idiomas dentro da mesma URL. Selecione essa opção para fazer seu perfil ganhar também o mundo! O site automaticamente cria uma cópia das informações disponibilizadas na primeira língua, só faltando traduzir o texto para aumentar suas chances de ser encontrado.

8. Faça networking
Ao usar o LinkedIn profissionalmente, é possível ampliar e ativar seu networking. Nesse contexto, alguns recursos são especialmente importantes. Localize contatos, encontre ex-colegas das instituições de ensino por onde passou e até sugira novas conexões. Vale lembrar que, além de indicações e contratações, muitos novos negócios, empreendimentos e parcerias têm início com uma rede influente nascida no LinkedIn.
Por fim, precisamos lembrar que usar o LinkedIn profissionalmente é essencial para a consolidação de um plano de carreira tanto para quem busca sucesso no universo corporativo, quanto para os empresários que visam expandir suas oportunidades.

1 comentário para esse post:

  • 1 - Raimundo Bispo Ferreira Junior

    Comentado em 19/02/2018 às 18:10


    Muito boas as dicas, muitas vezes não nos damos conta da importância do domínio das ferramentaras hoje a nossa disposição e nem a abrangência delas o Linkedin e um destes exemplos. OBRIGADO

Deseja deixar seu comentário? Preencha os campos abaixo:
Grupo Valure
Cuiabá - MT
Rua Corumbá, 259 - Bairro Baú - Fone (65) 3318-2600
 
Ver no mapa

Redes sociais

Sitevip Internet